É bom te ver sorrir.
Los Hermanos.    
Eu estive aqui por muito tempo, chamando, clamando por um mínimo de ajuda, eu estou desmoronando, eu estou com medo. Sempre estive esperando por alguém que segurasse toda a tristeza que vive dentro de mim. Eu estive aqui, presa na minha própria ilusão, acreditando que alguém me ouviria gritar, que alguém viria me salvar.
Pelos Olhos de Maíse. 
Em uma palavra: o que você está sentindo agora?
- vou-te-mandar-uma-ask

Fome.

Eu nunca vou entender futebol, você nunca vai gostar de novela. Eu nunca vou gostar de hip hop e você nunca vai gostar de mpb. Eu não sei dançar, sou desengonçada e você vai rir de mim quando eu arriscar alguns dos meus passos, do mesmo modo que dou risada quando te pego lendo cifras tentando tocar violão. Eu sempre vou queimar a janta e você vai se desequilibrar e cair toda vez que tentar trocar uma lampada. E eu vou gritar com você, dizer que você não sabe fazer nada direito e você vai jogar na minha cara que eu nem sei fritar um ovo. Eu nunca vou entender suas manias, seus gostos e nem você os meus. Somos diferentes, mas não muito. Eu sou toda errada, você também. Sabemos que é um erro ficarmos juntos, mas a gente fica. Porque fazer coisas erradas é a única coisa que sabemos fazer corretamente.
Nossa Bagunça
- Volta aqui, eu tô falando com você.
- Não quero brigar.
- Mas eu quero.
- Mas eu quero.
- Eu não falo desse jeito.
- Eu não falo desse jeito.
- Vai continuar me imitando?
- Vai continuar me imitando?
- Idiota!
- Ah, eu também amo você!
Nossa Bagunça.
Eu choro por qualquer motivo besta, feito criança. E você age feito uma quando não consegue alguma coisa. Primeiro insiste, depois bate o pé, faz birra e saí andando. Eu te pirraço. Você puxa meu cabelo. Eu vou atrás de você com uma penela na mão, corremos pela casa feito duas crianças na escolinha. Até chegarmos no quarto, aí a gente se deseja feito adulto.
Nossa Bagunça
Você é irônico, debochado. Sempre tem um comentário sarcástico, uma piada, uma resposta na ponta da língua. Meus amigos me perguntam o tempo o que eu to fazendo com você, meus pais dizem o quanto você é insuportável, eu sei que você é. E sei também que esse seu riso é só disfarce, e suas ironias e o deboche suas autodefesas, eu também tenho as minhas. E eu acho até bonito e divertido como você usa o deboche pra esconder a dor interna.
Nossa Bagunça 
Já passam das 02:00 da madrugada. Você chega. Pergunto onde estava, e você me diz em tom de deboche "isso não é hora pra complexo de GPS". Fico brava jogo o travesseiro na sua cara e digo "Não tem graça". Ando até o corredor, você vem atrás e tenta me abraçar. Sua roupa cheira a whisky, cigarro e um perfume diferente, cheiro doce, de mulher. Insinuo que você estava com outra. Você mantem a calma e depois diz que eu sou louca. Te empurro, grito e você pirraça. Fita meu olhar e diz "e se eu estivesse? Você não iria fazer nada". Seguro as lagrimas, encaro você e digo que vou embora enquanto você grita o quanto eu sou louca e ciumenta.Vou para casa da minha melhor amiga. E assim nosso amor acabou pela oitava vez esse mês. Você me liga eu não atendo, sei que se disser volta eu vou correndo. Eu finjo que vou ficar bem sem você. Ou só até o fim do dia quando vim atrás de mim, com a desculpa que não sabe cozinhar. Seu jeito de dizer “desculpa”. E ninguém fica surpreso quando a gente passa rindo da briga da noite passada, fingindo não escutar a vizinhança comentar "Essa dai só ameaça, nunca faz. E se for ele vai atrás
Nossa Bagunça 
A gente não tem muita grana. A casa é pequena, a cama também. Mas a gente se ajeita, se aperta, só não se desgruda
— Nossa Bagunça 
Gosto dos domingos.
Nada pra fazer.
Só deitar e rolar
com você.
Nossa Bagunça 
É uma delícia chegar em casa sentar no sofá, ouvir você reclamando do quanto sua chefe é chata e das coisas estranhas que só acontecem no “maravilhoso mundo de Thiago” e rir de você, rir com você. Rir até não conseguir distinguir qual é a sua risada e qual a minha. Não a sensação melhor que essa. Te olhar depois de uma gargalhada e ter certeza que encontrei o amor da minha vida.
Nossa Baguça 
Você fica tão lindo quando traga o cigarro e vira para o lado para por a fumaça pra fora. E me volta com um sorriso tão cafajeste quanto você. É quase um convite para me levar para cama, e se for, eu vou. Eu vou porque gosto de sentir sua boca no meu pescoço e em todas as partes abaixo e acima dele. Gosto de estar perdida em teus braços, me sinto segura, em casa.
Nossa Bagunça 
Cheguei mais cedo do trabalho e ouvir a voz dele vindo do quintal. “ Eu a amo. Ela é linda e fica mais linda quando não está tentando ser, sem toda a maquiagem e pose auto suficiente. - ele ia falando no celular com alguém - Você tinha que ver pra entender, ela sentada em qualquer canto da casa, geralmente nos mais improváveis, lendo um livro totalmente vulnerável a historia. Eu gosto disso, de quando ela se mostra frágil e me deixa cuidar dela. Gosto de a observar cozinhando a tarde com uma tampa de panela na mão a quase meio quilometro do fogão porque morre de medo daquele óleo espirre na sua pele. E quando me ver começa a rir e finge que tá tudo bem, que não precisa de mim. E eu fico rezando pra que ela nunca descubra que realmente não precisa .
Nossa Bagunça
E sempre que a gente briga é a mesma coisa, aquele silêncio insuportável pela casa. E ele saí pela porta e eu juro pra mim mesma que não vou abrir, mas sei que não vou cumprir. E ele fica sentado do lado de fora da porta cantando qualquer musica ridícula que tenha certeza que me fará rir, só pra ter certeza que eu vou estar do outro lado. E abaixa o tom de voz e fala como se estivesse sorrindo ” Me deixa entrar?” e eu respondo “Só se você prometer não abusar da minha paciência” . E ele rir alto como se disse que isso é impossível. Eu abro metade da porta e ele diz baixinho “Mas eu não quero abusar da sua paciência, só quero abusar de você”.
Nossa Bagunça